Ligue Agora (31) 3332-5850
(31) 98437.7289 Fale no WhatsApp
Cachorro no avião

Dicas para viajar de avião com seu cachorro

A demanda no transporte aéreo brasileiro aumentou muito, e consequentemente a procura pelo transporte de animais de estimação via aérea, também. Assim estimulado as companhias aéreas a desenvolver programas de milhagem para estes novos passageiros. 

Viajar de avião com seu cachorro requer alguns cuidados e procedimentos que devem ser tomados com antecedência para evitar imprevistos e constrangimentos, tanto para o proprietário quando para seu animalzinho.

O primeiro passo ao contatar  a companhia aérea é saber quais as normas internas, restrições e detalhes do embarque dos animais. Algumas autorizam seus  proprietários a levarem seus pets (cães e gatos) na cabine dentro de caixas de transporte, o que dá mais segurança para o proprietário e para o pet.

Uma das exigências padrão para todas as companhias são as caixas de transportes de animais, que devem ser de tamanho suficiente para que o pet consiga da uma volta em torno do corpo dentro da caixa.

Mulher no avião com cachorro

Evite viajar com seu cachorro ou gato em viagens muito longas, pois pode ser muito estressante e um risco para  a saúde do seu pet, devido aos atrasos e as variações de temperatura e pressão.

Deve-se ficar atento as exceções, como as raças de cachorros com predisposição para problemas respiratórios ou a que já apresenta algum distúrbios, não devem viajar de avião.Também, os filhotes de cachorros com menos de 3 meses de vida, devem estar com a primeira dose de vacina em dia e com atestado de saúde emitido pelo veterinário autorizando o embarque. Já os filhotes com menos de 8 semanas não podem viajar de avião.

Cães e gatos adultos devem estar com a vacina de raiva aplicada com no mínimo 30 dias antes da viagem. E os atestados de sanidade emitido pelo veterinário é obrigatório dentro da validade, que é de 10 dias a partir da data de emissão.

As vagas para viajar com cães e gatos são limitadas, por isto é necessário fazer a reserva com muita antecedência.

O aconselhável é evitar viajar com seu cachorro ou gato em trajetos muito longos, pois pode ser muito estressante e um risco para a saúde do seu pet, devido aos atrasos e as variações de temperatura e pressão. Neste caso, a solução é optar pelo hotel para cachorro. Um ambiente preparado para receber e cuidar do seu pet durante sua ausência.